Conheça o projeto

CONTRIBUA COM R$ 25,00 E DOE UM SACO DE DORMIR.

 

Segundo estimativa da Prefeitura de Porto Alegre, atualmente existem cerca de 4.000 pessoas vivendo nas ruas da cidade, o dobro do registrado em 2016. Com a chegada do inverno na região sul, a situação dessa população fica ainda mais agravada, pois além da luta diária por alimentação, é preciso enfrentar também o frio. Assim, com o objetivo de oferecer um pouco de conforto e proteção contra as baixas temperaturas, surgiu o Projeto Casulo RS.

 

O QUE É O PROJETO CASULO

O Projeto Casulo RS é uma ação colaborativa que reúne empresas, pessoas físicas, organizações da sociedade civil, que de forma voluntária, se organizaram com o desejo de atender a necessidades que sempre existiram e que se tornaram mais graves nesse momento de incertezas.

 

O CENÁRIO

A população de rua, retrato vivo da desigualdade e elo mais fraco de nossas noites de inverno, cresceu, assim como cresceu a empatia e o desejo de ajudar. Motivado pelo projeto social – Rango na Embalagem - que distribui refeições a pessoas em situação de rua, a ParaEvento, uma indústria de brindes personalizados de Porto Alegre, decidiu colocar em prática uma antiga ideia de fazer sacos de dormir para moradores de rua utilizando o reaproveitamento de banners. A esta ideia, juntou-se a Ciclo Reverso, Negócio de Impacto socioambiental de logística reversa de banners e inclusão produtiva de mulheres. Mulheres em vulnerabilidade, chefes de família que ficaram sem trabalho e, portanto, sem renda, assim como as costureiras autônomas da ParaEvento.

 

 A SOLUÇÃO

Frente a este cenário surge o Projeto Casulo RS, articulando uma corrente do bem, transformando banners de pós-uso em sacos de dormir, criando oportunidade de trabalho e renda para as mulheres na sua confecção e garantindo que cheguem como aconchego à população de rua.

 

COMO FUNCIONA 

 

 

PORQUE A DOAÇÃO DE COTAS

 O pagamento da cota garante a viabilidade do Projeto Casulo RS, é o que permite a compra de insumos necessários ao trabalho de confecção assim como remunera o trabalho das mulheres junto aos banners, no corte e na costura.